The best for you - worldwide!
06.07.2015
Sistemas de Diagnóstico

Dar a confiança certa

A radiografia intraoral pode ser um diagnóstico com muitas fontes de erro. Neste âmbito, a equipa dentária obtém o auxílio de sistemas de fixação. No entanto, estes não são conhecidos de todos os profissionais dentários. Quem está devidamente formado quanto à aplicação dos sistemas de fixação, pode beneficiar claramente deles.

Em muitos consultórios dentários, as radiografias não diagnosticáveis fazem parte do dia a dia – mesmo com a tecnologia digital. As radiografias intraorais de má qualidade resultam, por exemplo, do posicionamento incorreto.

Os erros típicos que ocorrem nos três meios de captura:
película, placa de fósforo e sensor, são, muitas vezes, iguais: imagens distorcidas do dente, uma vez que a película ou a placa de fósforo são dobradas; um dente não ilustrado ou apenas parcialmente ilustrado, uma vez que o paciente desloca a película e/ou não é possível posicionar o sensor corretamente (por exemplo, no caso de palato plano) e/ou foi selecionado o formato errado da película.

Os sistemas de fixação, posicionados com a técnica perpendicular/de paralelismo, são aqui uma ajuda. Oferecem estabilidade e proteção contra deformação ou torção. Com o auxílio dos sistemas de fixação é possível definir posicionamentos exatos e reproduzíveis da película radiográfica, da placa de fósforo ou do sensor, sendo apenas necessária uma ligeira colaboração do paciente. Daí resultam imagens livres de distorções sem sobreposição dos dentes. Mas nem todos os profissionais dentários estão familiarizados com os sistemas de fixação.

Também aqui existe potencial de erro:
a película, a placa de fósforo ou o sensor não assentam bem no suporte, de tal modo que deslizam na boca; foi selecionado o suporte errado para o meio de captura ou o suporte está posicionamento incorretamente na boca do paciente, de tal forma que este se queixa de dores. Nesta situação, algumas equipas dentárias desistem e optam pela técnica da bissetriz do ângulo, que é menos complexa para elas, mas também mais propensa a erros.

Formação permanente no consultório
No caso de problemas com os sistemas de fixação, são disponibilizadas formações práticas para o manuseamento da técnica perpendicular/de paralelismo. Estas formações de técnica radiográfica são também disponibilizadas pela Dürr Dental e diretamente implementadas no consultório dentário. São aqui fornecidas dicas e conselhos práticos, para que os sistemas de fixação sejam utilizados corretamente. Isto, porque tal como sucede em muitas áreas do dia a dia nos consultórios, o funcionamento da técnica radiográfica é apenas uma questão de prática.

Naturalmente, os sistemas de fixação significam um encargo financeiro adicional, bem como um esforço extra em termos de higiene, pois os suportes têm de ser limpos e desinfetados após cada paciente. No entanto, as vantagens a longo prazo (também financeiras) predominam claramente. Isto, porque, se utilizados corretamente, os suportes evitam danos nos meios de captura.

Resultado:
menos riscos na placa, película ou sensor e, consequentemente, maior durabilidade. A longo prazo, a substituição dos meios de captura será nitidamente mais cara do que a aquisição de um sistema de fixação.

Uma utilidade adicional dos sistemas de fixação é a redução da dose:
graças aos anéis visores com limitação do campo de radiação é também possível realizar radiografias intraorais a crianças com a limitação do campo de radiação recomendada.

Os suportes auxiliam a equipa dentária no posicionamento correto na radiografia intraoral.

Publicado por: rf
Dar a confiança certa

to top