The best for you - worldwide!
19.11.2015
Sistemas de Diagnóstico

Proteção da placa de fósforo

A mudança de radiografia analógica para digital já está concluída em vários consultórios odontológicos. Torna-se cada vez mais claro que as placas de fósforo são aplicadas com maior frequência. Para que estas possam ser aplicadas no consultório durante um longo período de tempo, é, no entanto, necessário observar alguns aspectos no manuseio.

As vantagens em comparação com as radiografias analógicas são óbvias: a tecnologia digital de placa de fósforo economiza tempo e deixa de existir o processo químico na revelação da radiografia analógica.

Quanto mais cuidadosamente as placas de fósforo forem manuseadas, mais tempo duram. As placas de fósforo não são sensíveis, mas erros típicos podem reduzir significativamente a vida útil de uma placa ou fazer com que o diagnóstico de imagem digital perca qualidade. As placas de fósforo podem sofrer, por exemplo, arranhões com as unhas ou devido a corpos externos (pó, sujeira) ou perder qualidade devido a dobras.

Também é importante garantir que as placas de fósforo são utilizadas sempre dentro de capas de proteção, tanto para o armazenamento como diretamente após a digitalização da placa. Se as placas expostas forem utilizadas no consultório de forma desprotegida, as informações da imagem à superfície podem se perder devido à luz clara. É importante fechar corretamente as capas de proteção, de forma a evitar a penetração de sangue e saliva. Os fabricantes adaptaram as suas placas de fósforo e capas de proteção idealmente entre si. Para fazer pedido das capas de proteção é imprescindível observar as instruções do fabricante. Somente assim é garantida a melhor qualidade no diagnóstico e os custos de material são reduzidos, graças à maior durabilidade das placas.

Consultar também as instruções do fabricante com relação ao tema da limpeza. Aqui são recomendados pelas empresas panos de limpeza especiais para as placas de fósforo caso se tenha acumulado sujeira nas placas. Não são adequados, por exemplo, panos de desinfecção que possam danificar a superfície das placas de fósforo. Uma dica: após a limpeza é necessário aguardar até que as placas de fósforo se encontrem secas, antes de colocá-las novamente dentro de uma capa de proteção.

Adicionalmente, as placas de fósforo atingem uma maior durabilidade se forem armazenadas à temperatura ambiente e protegidas da luz. Atenção no caso de armazenamento na sala de radiografia: a radiação pode fazer com que as placas de fósforo sejam expostas previamente. Se uma das placas não tiver sido utilizada durante um período mais longo de tempo, recomenda-se ainda apagar esta antes da próxima aplicação.

Outra forma de proteger a placa é utilizar um sistema de suporte adequado. Assim os pacientes não podem morder a placa de fósforo, dobrando esta. Visto que as placas de fósforo são disponibilizadas em diferentes tamanhos, a placa também deve ser adaptada ao paciente. No caso de um céu da boca plano poderia também ser recomendado utilizar um tamanho de placa infantil.

As placas de fósforo são cada vez mais aplicadas como alternativa aos sensores de raio-X. Através de uma utilização adequada, incluindo a aplicação de capas de proteção originais e sistemas de apoio adequados, é possível alcançar uma maior durabilidade das placas e uma melhor qualidade do diagnóstico.

Publicado por: cb/rf
Proteção da placa de fósforo

to top